Os profissionais de diferentes áreas têm percebido e vivenciado os grandes avançados que o Big Data e a tecnologia tem colocado à frente de suas empresas. A área de saúde não tem sido diferente. Um dos pilares de nossa sociedade, tem sido bombardeado constantemente pela interminável necessidade de evoluir em um novo contexto tecnológico e adaptar sua realidade burocrática de forma que os custos aplicados sejam melhores justificados.

A geração e o uso de dados na área da saúde é advindo de diversas frentes e, a quantidade de informações que precisam ser transportadas e adicionadas é de um volume que cresce de maneira exponencial. O grande desafio de conciliar diferentes informações de diferentes origens e em grandes quantidades pode se assemelhar aos demais projetos em diferentes mercados e indústrias, entretanto a complexidade e escala de precisão aumenta quando nos referimos a este segmento e consequentemente, a margem para erros diminui drasticamente.

De acordo com a consultoria americana Frost & Sullivan, em 2014 foram investidos US$633 milhões em Inteligência Artificial na indústria hospitalar e de farmácia. A expectativa é de que esse número chegue a US$6,7 bilhões até 2021. Algumas das razões que direcionam este investimento são: Aumento nos custos com a saúde; ações de atendimento mais acessíveis; melhora de performance, responsabilidade de cuidados, entre outros.

Para sanar estes desafios, as empresas do ramo médico e hospitalar, vislumbram os cenários ideais descritos abaixo, de forma que aumente o controle dos dados, aumente a potencialização destas informações e mitiguem custos e processos burocráticos.

 

Acesso aos dados e para todos

Disponibilizar e permitir os dados para todos é um desafio gritante. Os hospitais tratam esta decisão com uma forma de impactar positivamente seu modelo de atendimento, o qual é uma premissa para garantir o bom funcionamento (ou a excelência) de todo processo de atendimento e a boa experiência ao cliente. Ao garantir o acesso seguro à todos envolvidos no processo médico (atendentes, enfermeiras, médicos e administradores), instituições de saúde como o Hospital Infantil de Seattle, conseguiram otimizar o fluxo de pacientes com o apoio da solução da Tableau. Foi possível visualizar os indicadores e fatores básicos determinantes para o tempo de espera dos pacientes.

 

Os resultados

Os erros custam dinheiro e tempo. Muitas vezes é um processo crítico, irreversível e imperdoável. A indústria da saúde já assimilou a necessidade da excelência desde o agendamento da consulta médica.

Permitir que a equipe médica gerencie relatórios com indicadores objetivos é um ponto crucial. Relatórios tradicionais já se demonstraram muitas vezes imprecisos, confusos, demandam tempo de análise ou direciona ao erro. Por esta razão determinar uma única solução de análise de dados que gerencie dados desde o primeiro momento, é um padrão a ser adotado pelos hospitais para que a informação seja compilada e analisada com agilidade e objetividade e garanta uma responsividade satisfatória.

 

Foca nos dados… e no paciente!

Reduzir custo é o lema do momento. Focar no paciente permite entender melhor o processo e coordenar o serviço prestado de acordo com a realidade apresentada. Um hospital que se preocupa em atender bem desde o início do processo médico (agendamento de consulta ou pronto-socorro, por exemplo), se permite a mapear todo organograma, períodos e processos envolvidos no tratamento de um paciente com a finalidade de identificar os gargalos que precisam ser adequados de uma nova forma.

Detalhar um paciente (com recorrência médica) pode ser algo muito extenso e complexo, portanto permita-se a entender a experiência atravessada e tenha em mãos uma solução que lhe permita detalhar seu paciente, caso se faça necessário em dado momento.

 

A saúde e as redes sociais

Em 2012, a PwC realizou uma pesquisa que mostra que pelo menos um terço dos adultos entrevistados, utilizaram as redes sociais para falar sobre saúde. Desta forma, as organizações que prestam atendimentos por estes meios, como os próprios hospitais e convênios de saúde, têm utilizado esta plataforma para orientar as pessoas de forma individualizada das melhores decisões.

Desta forma, é substancial uma solução para lhe apoiar no descobrimento dos assuntos que seus pacientes discutem, garantir que suas informações alcancem seu público-alvo, o melhor horário para publicações e o melhor momento para interações em diferentes plataformas sociais.