Segundo pesquisas, o Big Data tem se tornado, cada vez mais, uma estratégia de negócios importante para otimizar processos, agregar eficiência às operações e aumentar a força competitiva da empresa, independentemente do seu segmento de atuação. Dessa forma, o analista de Big Data ganha um papel fundamental para o sucesso de um negócio.

Nesse sentido, muitos gestores devem pensar em encontrar os melhores profissionais disponíveis no mercado. Porém, contratar um analista de Big Data particular pode não ser uma ideia tão boa assim.

Quer saber por quê? Conheça, abaixo, cinco problemas que podem trazer prejuízos e comprometer a sua estratégia de Big Data Analytics!

1. Os custos podem ser mais altos para manter um analista de Big Data

Planejar, organizar, executar e gerenciar um sistema de Big Data realmente eficiente costuma exigir um profissional altamente especializado. Não é só a capacitação que importa aqui: ele precisa, também, ter experiências para exercer habilmente sua função.

Além de ser difícil encontrar um profissional com essas características, o custo para mantê-lo pode não compensar. Quanto mais capacitado for o analista de Big Data, maior deve ser o salário pretendido por ele — isso, sem contar os benefícios.

Para melhorar a viabilidade da estratégia, você precisa considerar a contratação de uma consultoria especializada, para tentar reduzir os custos e elevar seu potencial de sucesso.

2. Sua demissão pode gerar ainda mais custos

Se contratar e manter um profissional altamente especializado pode ser caro, imagine demiti-lo. As causas podem ser diversas e vir de ambos os lados. Quando isso acontece, a empresa tem que arcar com o pagamento de direitos trabalhistas, além de lidar com o tempo necessário para contratar outro profissional qualificado.

Ao contrário, com o apoio de uma consultoria especializada, esse risco é neutralizado, pois sempre haverá uma gama de profissionais à disposição para substituir outro imediatamente, caso seja necessário.

3. A informação pode ficar retida com o profissional

Existe outro fator que pode elevar bastante os custos da contratação de um analista de Big Data particular. As informações técnicas sobre a estratégia, bem com dados sigilosos sobre o negócio, podem ficar sob o domínio do funcionário, quando de sua saída da empresa.

Por outro lado, com a contratação de uma empresa especializada, os profissionais não focam apenas na aplicação e manutenção do plano, mas também na transferência de todo o know-how obtido, para que você possa evoluir a estratégia. A empresa contratada tem o objetivo de levá-lo ao sucesso e, por isso, fica feliz em ampliar seu conhecimento.

4. O analista de Big Data pode se acomodar com o cargo

Ao ocupar uma posição de destaque na empresa, o profissional pode se acomodar e não continuar buscando atualizações e aperfeiçoamentos na carreira, o que é altamente prejudicial para o sucesso da estratégia.

Por outro lado, para não perderem a eficiência e a força competitiva, os profissionais de uma empresa especializada em Big Data enfrentam desafios constantes, lidam com novos problemas e soluções diariamente e buscam por novas tecnologias e atualizações o tempo todo. Isso garante sempre a adoção das melhores práticas existentes no mercado.

5. Será necessário obter as ferramentas certas

Para ter uma estratégia de Big Data eficiente, o analista precisa contar com as ferramentas tecnológicas certas, e isso pode ser caro demais para o seu negócio.

Esse problema não acontece com uma empresa de consultoria especializada, pois as ferramentas certas são disponibilizadas por ela, além da consultoria e todo o acompanhamento de implementação. O melhor de tudo é que os custos já estão embutidos no valor da contratação.

Contratar um analista de Big Data particular pode ser muito arriscado e dispendioso. Considere terceirizar essa função a quem realmente entende do assunto e, assim, alcançar o sucesso mais rapidamente.

Gostou das dicas? Então entre em contato conosco e descubra como podemos ajudar!